Educação

Você sabe qual é a sua forma de aprender?!

A quarentena nos traz o desafio do ensino EAD – Existem 3 formas de aprendizagem visual, auditivo e cinestésico: descubra em qual você se encaixa

Em tempos de aulas online e ead’s, o isolamento social trouxe para muitas pessoas dificuldades de aprendizados. O que mais vemos, é a reclamação de que o aprendizado não é o mesmo remotamente, será?

Sabe aquele seu colega que só de ver um vídeo consegue captar tudo da matéria, ou aquele que ama um podcast, ou ainda aqueles que só estudam por mapas mentais e formas de escrita?! Pois é, a mente e a forma como ela relaciona as informações recebidas e concomitantemente a fixação do conteúdo é diferente para cada indivíduo.

“Todo mundo têm a mesma possibilidade de aprender por meio destas três formas: visual, auditivo e cinestésico (tato), porém as diferenças se dão porque cada pessoa têm uma forma individual de desenvolver este aprendizado e de relacionar as informações na mente. Logo, cada indivíduo desenvolve melhor uma das três formas e deve apostar nela. Saber qual a forma você aprende melhor pode ser essencial neste momento de isolamento”, explica Augusto Jimenez, psicólogo e diretor da Minds English School.

Segundo o especialista, montar estratégias para que o nosso aprendizado seja potencializado é essencial. E o isolamento está contribuindo para que muitas pessoas consigam criar novos métodos para si próprias. “Mesmo com isolamento, nós, da Minds Idiomas, planejamos os nossos conteúdos para que o aprendizado seja em todos os níveis e que seja possível a captação do aprendizado por meio das 3 formas – Visuais, auditivos e sinestésicos. Nossas aulas são ao vivo e temos atividades para que os alunos coloquem na prática o inglês, além de quiz e jogos”, explica, Augusto Jimenez, da rede de franquias de inglês.

Descubra com o Augusto Jimenez, psicólogo e Diretor da Minds Idiomas, qual o seu método de aprendizado e melhore os seus estudos nesta quarentena

• Visuais

Estas pessoas geralmente, precisam ver coisas para aprenderem. Quanto mais chamativo visualmente, mais fácil é a memorização/captação do conteúdo. Vídeos,Gifs, setas, textos com marcadores diferentes, mais espaçados, e claro com cores. Escrever também é uma boa saída para a criação de mapas mentais. Com estes métodos fica mais fácil lembrar dos dados de uma forma mais rápida.

• Auditivos

Para estas pessoas, o silêncio e a concentração na voz é primordial. Geralmente repetem informações em voz alta, escutam podcasts e audiolivros para entender melhor o assunto. Músicas de instrumentos musicais e sons da natureza também podem ser uma saída para que esta pessoa possa se concentrar. Aprender com música é excelente para este tipo de aprendizagem.

• Cinestésicos

Estes indivíduos precisam colocar a “mão na massa” , eles precisam escrever e construir algo para que consigam memorizar. Muitos não conseguem ficar muito tempo parados, e precisam sempre estar em movimento. Passeios interativos e mapas mentais podem ajudar. Construir dicas ou instruções para que o interesse e o foco não se percam também são alternativa. Para estas pessoas o desafio e os jogos são essenciais para mantê-los focados. Uma boa saída para estes alunos, neste momento de isolamento, é andar pela casa, cômodos, tomar banho a fim de retornar ao foco dos estudos.

Sobre a Minds Idiomas: http://www.mindsidiomas.com.br

Lica Gimenes

Lica Gimenes

Colunista social, de saúde e bem-estar no Portal Referência, Lica Gimenes é a fundadora do Portal e formadora de opinião em Ribeirão Preto. É colunista na Revista Dicas Mulher e tem ampla experiência em coordenação de eventos corporativos, análise de mercado, tendências de mídia e planejamento estratégico.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar